A crise

Analisando totalmente das arquibancadas toda essa crise que se instalou na Gávea, fico pensando… pensando… é difícil emitir uma opinião que seja sensata, mas nesse momento estou longe de querer ser.
Quero ser somente a torcedora de arquibancada, que sofre para acompanhar o Mengão, que sua na fila, que sua e se espreme no Maraca e que acompanha a nossa imprensa que muitas vezes também não nos trata bem.
Assim sendo, a conclusão que chego de tudo é que o Flamengo virou de vez uma bagunça generalizada.

Andrade, o tromba, o homem que nos tirou da fila, o cara que merece todo respeito pelo que fez pelo Mengão em todo o tempo que lá esteve, foi traído. Mas não foi traído pela Patrícia ou pelo Braz, foi traído pelo grupo que se diz seu amigo. Afinal, confundiram liberdade com libertinagem. Logo essa lição, que aprendemos logo depois das fraldas, nossos craques de cifras astronômicas, faltaram essa aula, assim como faltam aos treinos dia após dia.
E o tromba, com todo seu jeito tímido, acabou refém de sua própria bondade. Até entendo que o título Brasileiro o tenha colocado numa posição ainda mais refém, afinal o grupo se acha acima do bem e do mal, e capaz de ganhar qualquer jogo como se fosse uma pelada na Chatuba.
E assim, aqueles que se acham os donos do time cresceram para cima dos outros, se acharam no direito de bater, gritar, treinar a hora que querem e se quiserem, sair a qualquer dia e qualquer noite, a fazerem do Mengão a verdadeira casa da mãe Joana, ainda que eu deteste esta expressão por ser mãe de uma Joaninha linda.

E o Braz?? Sinceramente nunca vi um cara que goste tanto de expor problemas internos como esse. Vai entender esse mané… não faço idéia das pretensões dele mas pra mim, não faz sentido o vice de futebol do clube, expor as feridas a imprensa e trazer tanta pressão ao time e ao treinador, como fez esse sujeito nos últimos meses. De boa intenção o inferno está cheio…

Mas, o que vi na quarta feira no Maraca, não foi nem a pior atuação do Fla, mas foi um bando em campo, o retrato do deixa que eu resolvo. Leo Moura que apesar de ter jogado bem nos últimos tempos, se lançou ao ataque de qualquer maneira e deixava uma avenida a toda hora, até tomar um gol nas suas costas. Vagner Love, outro que também sempre se empenha muito, jogando como um autêntico peladeiro. Adriano um poste, um bonecão do posto com defeito. Vinícius Pacheco, só o vi na hora da subistituição. Mas, diante de um time medíocre, até conseguimos boas jogadas e a vitória, que naquelas circustâncias, com chance de ter se tornado um empate, até que foi muito bom. Enquanto a galera gritava vai pra cima deles, eu já rezava para o jogo acabar logo com a vantagem magra de 1 gol, o que nos daria totais condições de classificação como o simulador do globo já havia me mostrado.

E estamos aí, respirando por aparelhos, sem técnico a 5 dias do jogo do ano, precisando mostrar qual gordo é melhor e precisando colocar ordem na casa.
Papai Joel voltará para se redimir do vexame do América do México??
Irão nossos craques se unir, e lembrar que lá no alto, tem milhões de apaixonados, loucos por esse título???
Irá nossa torcida comparecer em massa e apoiar o time que estiver em campo???

Só sei que eu estarei lá e talvez até mesmo em SP. Porque meu amor pelo Mengão está acima de tudo.
Apoiando e acreditando sempre, vamos pra cima deles Mengoooooo

E agora galera… vamos torcer para o basquete, time de gente grande que honra o manto, vai começar agora o playoff para o Mengão.

SRN

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: