Archive for the Uncategorized Category

E falta pouco, muito pouco

Posted in copa do mundo, esportes, futebol, seleção brasileira, Uncategorized with tags , , , , on 07/06/2014 by luzogaib

Imagem

Estamos a 5 dias do maior evento de futebol do Planeta e o segundo maior evento esportivo do Mundo.

Como era de se esperar, muitas obras de última hora, muitas promessas não cumpridas, muitos desvios de verbas e muita farra de ingressos.

Capítulos vergonhosos a parte, talvez ninguém pensasse que tudo isso iria enfim fazer os brasileiros se sentirem à parte da festa e se virarem contra o que mais fortemente representa nossa cultura. A arte do nosso futebol há muito já não empolga os torcedores, as estrelas de dentro de campo há muito que perderam a identificação com a terra brasilis, indo cada vez mais jovens para solo europeu em busca de $$ e projeção. 

Para completar o cenário, ano de eleição e nossos “exemplares” políticos não podem perder nenhuma oportunidade eleitoreira e para isso jogam até mesmo contra o patrimônio nacional. É triste de ver.

Como eu gostaria que o Brasil fosse um país de pessoas sérias, honestas e que aproveitássemos esta especial oportunidade não apenas para construir estádios superfaturados em locais nitidamente sem infra estrutura e necessidade de receber uma Copa. Como eu gostaria que tivessem esquecido da necessidade de se fazer política e tivessem construído apenas 8 sedes, tivessem usado toda esta visibilidade para desenvolver nossa saúde e educação também além de muitos, muitos projetos de infra estrutura tão necessários para que o Brasil possa enfim dar o salto que pode dar.

Mas, somos partidários de tudo isso sim. Nossas manifestações ainda estão longe de serem realmente inteligentes e funcionais. Muito se fala sobre manifestarmos nas eleições mas será que teremos reais opções de mudar o Brasil??

Precisamos mudar o Brasil em cada um de nós. No trabalho, na ética e na busca pela educação. Precisamos exigir de cada um de nós mudanças duras e radicais e expulsar de uma vez aqueles que buscam o poder para benefício próprio. A Lei do salve-se quem puder tem que parar de imperar por aqui.

Minha manifestação nas urnas será pela anulação desta eleição e para que se apresentem candidatos dignos a me representar. VOTO NULO no Rio de Janeiro e VOTO NULO para o Brasil. 

Mas, política a parte, vou sim tentar curtir a Copa, afinal o futebol faz parte da minha cultura, sempre alegrou meu coração e não será agora diferente. Se posso usar isso para algo de bom para o Brasil, que seja a oportunidade de uma mudança na percepção dos Brasileiros. Não devemos jogar contra nosso patrimônio e devemos sim utilizar tudo isso a nosso favor.

Minha humilde opinião.

HEXA BRASIL

Anúncios

Estratégia de marcas em eventos esportivos é tema do “3º Rio Business Sport Marketing”

Posted in Uncategorized on 14/10/2013 by raphaelacurty

Para os interessados em marketing esportivo, já estão abertas as inscrições gratuitas para o “3º Rio Business Sport Marketing“, no dia 24 de outubro, quinta-feira, das 8h às 12h. O evento, que acontece durante a Semana Carioca Brasil Alemanha no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, vai discutir e planejar as ações das empresas durante os grandes eventos esportivos que acontecem no Rio. Os assuntos de destaque que compõe os painéis são estratégias e desafios ligados ao marketing esportivo e a visão jurídica em relação à ativação e direito de transmissão, área de exclusão e marketing de emboscada na Lei Geral da Copa. Das 09h às 10h45, será discutida “A visão da Criação: tornando um sonho realidade: estratégias os desafios”, com o Sócio da Agência “Casa da Criação”, Noel de Simone; “A visão do Anunciante: ativação de marca nos grandes eventos esportivos”, com a Gerente de Proteção de Marcas da Adidas,  Elisa Gattás, e a “A visão do Jurídico: direito de transmissão, área de exclusão e marketing de emboscada na Lei Geral da Copa”, com o Sócio do Escritório Dannemann Siemsen, Felipe Dannemann Lundgren. Das 11h às 12h, acontece o debate “Experiência Brasil – Alemanha no mundo do futebol”, com uma mesa redonda que vai contar com representantes de projetos sociais da Bayer no Brasil.

 O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas pelo site: http://ahkbusiness.de/pt.

Serviço

Título: “3º Rio Business Sport Marketing”, na Semana Carioca Brasil Alemanha
Data: 24 de outubro
Horário: 8h às 12h 
Local: MAM – Museu de Arte Moderna do Rio. Avenida Infante Dom Henrique, 85. Parque do Flamengo, Rio de Janeiro/RJ.
Inscrições: http://ahkbusiness.de/pt
Informações: telefone (21) 2224.2123.

 

 

O Maraca na Copa… das confederações

Posted in Uncategorized with tags , , , , on 20/06/2013 by raphaelacurty

Image

 

A segunda partida da Copa das Confederações no novo Maracanã mais parecia um jogo treino da Espanha, que venceu o Taiti por 10×0, mas se tornou inesquecível por dois fatores extracampo: a seleção do Taiti na Copa e o clima de protestos que envolvem o Brasil.

No campo, a maior goleada da história da Copa das Confederações, com a equipe reserva da Espanha: Fernando Torres (quatro vezes), David Villa (três), David Silva (duas) e Mata. Com o resultado, a fúria espanhola garantiu a segunda vitória no torneio, já o Taiti conta com sua segunda derrota.

Apesar dos resultados mostrarem o contrário, para quem estava no Maracanã nesta quinta-feira, a grande vitória foi da equipe do Taiti. Com apoio dos mais de 70 mil torcedores presentes, os taitianos se sentiram em casa e foram aplaudidos de pé no final da partida, como verdadeiros campeões. Mesmo com a goleada que não parava, a torcida não cansava de torcer, ovacionar e cantar: “Ih, vamos virar Taiti”.

Diversão e futebol à parte, quem estava presente fez questão de lembrar dos protestos que estão rolando pelo país. Com policiamento reforçado no entorno, que só deixava chegar perto quem mostrasse o ingresso, não houve manifestação fora do estádio. Por outro lado, enquanto a bola rolava, alguns torcedores levantavam cartazes de apoio ao movimento e enquanto eram retirados pela segurança, todos os outros torcedores apoiavam o manifesto em coro. Uma coisa é certa: em 25 anos, nunca havia ficado tão emocionada ao cantar: “eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”. Orgulho desse povo que finalmente acordou!

Boas surpresas e velhas constatações

Posted in esportes, flamengo, futebol, Uncategorized with tags , , , on 26/05/2013 by luzogaib

E rolou a bola, rolou redonda, Mengão dominou mas não soube decidir!

Gostei de ver o novo Mané Garrincha, torcida do Mengão como sempre dando show do Oiapoque ao Chuí e o novo Manto vestindo maravilhosamente bem!!!

Defesa segura, anulamos o protagonista do dia e lançamos de vez nossas promessas.

Elias monstro, Renato Santos simples e perfeito, Gabriel ganhando cancha e Moreno chegando, chegando!

De velho, além da massa avassaladora, nosso técnico deixando a desejar nas alterações, ao invés do xeque mate, demos espaço e chances pra eles no final.

A sensação de perda de 2 pontos é óbvia mas foi um início promissor, ficou a certeza de que dias melhores virão e de que até o fim da semana estarei mais bem vestida.

SRN

@luzogaib
http://flamengonet.wordpress.com/

Lançamento do livro: GARRINCHA X PELE

Posted in Uncategorized on 09/12/2012 by raphaelacurty

LIVRO ABORDA A INFLUÊNCIA DA MIDIA NA CARREIRA DE UM JOGADOR

Quem foi melhor, Pelé ou Garrincha?

276810_128879603933358_258783842_n

Essa dúvida frequente nas discussões dos amantes do futebol sempre esbarra no papel e interferência da mídia na carreira de um jogador. Mas será que esse fator pode ser realmente decisivo? Procurando responder a essa pergunta o jornalista Filipe Mostaro lança no dia 10 de dezembro, às 19 horas e trinta minutos, no IGEC, na Av Pres Vargas, 534/15° andar, o livro Garrincha x Pele: a influência da mídia na carreira de um jogador.

O livro começa falando da necessidade humana de criar mitos e ídolos no esporte, passa pela evolução do jornalismo esportivo e a transformação do esporte em negócio. Depois, Mostaro conta sobre a vida e a carreira dos dois gênios do nosso futebol e analisa a forma com que cada um foi tratado pela mídia, culminando com a reafirmação da imagem dos dois, construída nos anos 60, nos recentes filmes: Pelé Eterno e Garrincha Estrela Solitária.

O prefácio é do jornalista e professor doutor Márcio Guerra que, nesse trecho, enfatiza que a polêmica de quem foi melhor voltará após a leitura do livro. “Convido a você, leitor, a saborear algumas histórias garimpadas por Mostaro com muito talento e que vão mexer com o imaginário dos que viram e dos que só ouviram falar de Pelé e Garrincha. A polêmica certamente voltará. Teremos aqueles que defenderão um ou outro, com argumentos que se refletiram no discurso na mídia e se perpetuaram. Veremos que até nos registros cinematográficos o que o filme sobre Pelé tem falta ao de Garrincha. Transpuséssemos para o humor, seria como se fosse o primo pobre e o primo rico. Ambos com talento na dramaturgia, mas representados midiaticamente de forma muito distinta.

O país do futebol … amador!

Posted in Uncategorized on 01/07/2012 by raphaelacurty

As discussões entre a profissionalização ou não do futebol brasileiro permanecem até hoje, enquanto isso, os clubes do país carregam décadas de dívidas, resultado de anos de gestão amadora.

Talvez a história do nosso futebol, a paixão fervorosa dos torcedores brasileiros e os grandes craques do mundo, de todos os tempos, que saíram daqui, influenciem todo esse atraso. No entanto, é preciso entender que os tempos mudaram e se nadarmos contra a maré, os clubes europeus continuarão com seus projetos grandiosos e profissionais, montando suas máquinas de futebol, com os melhores jogadores do mundo e os nossos clubes continuarão na mesma, nadando em dívidas e aceitando qualquer dinheiro pela venda de suas maiores promessas.

De acordo com um artigo do jornal O Globo de 2010:

“O Manchester tem seis milhões de torcedores e fatura bilhões. Já o Corinthians tem 24 milhões […] e não fatura. […] Aqui, os nossos times não têm um torcedor catalogado. Os clubes só sobrevivem porque as receitas explodiram”.

A conquista de todo esse faturamento depende de seriedade, profissionalismo e estratégias inteligentes de marketing que são capazes de gerar muito mais lucro ao clube do que uma venda de um jogador.

No Santos, por exemplo, quando o Neymar foi descoberto como a grande promessa, quem não pensou: “não dou dois meses para ele sair do país”? Apesar da proposta de 35 milhões de euros do Chelsea, da Inglaterra, ele continuou no Santos, para a surpresa de todos. Isso jamais aconteceria se o Santos não tivesse feito uma proposta melhor, no intuito de transformar o craque no grande nome da equipe e criar toda uma imagem de garoto propaganda que pudesse atrair os anúncios publicitários e, consequentemente, mais patrocínios para o clube. Como resultado, o Santos conquistou a Libertadores, vencida pela última vez pela equipe paulista em 1963, e está entre os grandes do futebol Brasileiro.

Nessa nova dinâmica esportiva, a marca esportiva não depende apenas dos astros para alcançar o sucesso. A lógica do marketing é muito mais abrangente, deve priorizar a fidelização do torcedor e incluir instalações, equipes, locais, eventos e tudo que seja necessário.

Vamos torcer para que a realidade melhore nos próximos anos!

Brasileirão sem torcedores nas arquibancadas

Posted in Uncategorized on 11/06/2012 by fernandapizzotti

Engenhão vazio. Cadê os torcedores?

Após a quarta rodada do Brasileirão, neste domingo (10/06), fui assistir ao Bate-Bola no canal ESPN Brasil. O Mauro Cesar Pereira levantou uma questão interessante no programa. O fiasco de público nos jogos do Rio e de São Paulo neste fim de semana. Flamengo e Coritiba, no sábado, teve cerca de quatro mil pagantes. Já o Fluminense, que ficou no 0 a 0 com o Internacional, teve pouco mais de cinco mil pagantes no domingo. Os dois jogos aconteceram no Engenhão.

Ele levantou a seguinte questão: cinema em dias mais fracos, o valor do ingresso é menor. As lojas fazem promoção em meses não tão bons e o Campeonato Brasileiro? O que fazer para atrair o público no início da competição, visto que ela só termina em dezembro, quando fica mais “interessante” e “quente”.

Os clubes não poderiam fazer uma promoção? A CBF não poderia se mexer? O Fluminense até pouco tempo atrás estava na Libertadores. Os torcedores lotaram o Engenhão na partida contra o Boca. E o que fazer para levar estes e outros torcedores de volta aos estádios? Não é só o valor do ingresso que está em questão. Além disso, o torcedor tem que ter dinheiro para se locomover, para comer no estádio, enfim… Ir ao estádio está caro e, assim como o Mauro Cesar falou, também não vejo as torcidas motivadas neste início de Campeonato Brasileiro. E se a campanha do time não anda lá essas coisas, aí que piora tudo mesmo.

Muitos torcedores pensam: “Está só no começo. Ainda tem muito jogo. O time que está em primeiro hoje pode não ser o campeão! Só acaba em dezembro!” e por aí vai. Como os clubes priorizam determinada competição, os torcedores fazem o mesmo. Afinal já parou para fazer as contas? Quanto um torcedor vai gastar se for a todos os jogos do seu time? Pagando ingresso, estacionamento ou transporte público, alimentação, etc? São 19 jogos em casa, pessoal!

Os clubes poderiam fazer algo. Eles têm que se conscientizar que os torcedores fazem parte do espetáculo. Mas a televisão dá mais retorno, né?! É extremamente triste ver times grandes e com milhões de torcedores jogarem para cerca de 5 mil pessoas.